03 agosto, 2009


Deita, relembra.

Fecha os olhos, vê.

Foge, encontra.

Nega, sabendo.

Está longe, mas tão perto.

Estranha, sendo cabal.

(...)

Sua única certeza.

Amando.

5 comentários:

FAGGH® disse...

muito bom o texto mais é uma interpretação diferente de pessoa a pessoa
abrç
www.celebritypoke.blogspot.com

War Inside My Head disse...

GABRIEL

BEM SIMPLES O POEMA, MAS BELO SE FOR MELHOR LAPIDADO!

GOSTEI MUITO DA TEMPLATE!

VOU SEGUI-LO SE PUDER ME VISITA

MEU BLOG É DE POESIAS TB!

Nando! disse...

Um texto pequeno, mas bastante verdadeiro...E mto bem feito. Parabéns pelo Blog, gostei mto, coloquei o link dele lá no meu Blog e estou ti seguindo! Adorei =D

Tolerância Zero disse...

a unica certeza que temos é a morte, mas muito foda..com poucas palavras vc conseguiu expressar muito..
fodarastico

Patrícia Furtunato disse...

Adorei o seu texto,poema enfim...
descreve tão bem o momento que vivo. O coloquei no meu blog. Espero que não tenha problema.

Beijos,Obrigada! (: