27 junho, 2010

Sua Falta


Hoje senti tua falta mais que o normal
Queria aparecer de surpresa
No que pareceria ser mais um dia banal
E poder te falar com certeza

Daquilo que trago no peito
E desses versos que são teus
Mas simplesmente não encontro um jeito
De falar-te os sentimentos meus

Pois preciso acabar com a saudade
E me livrar da solidão
E te dizer em verdade
Que só há você em meu coração


(Gabriel B. Rodrigues)
______________________________________
Pensei em tantas formas de acabar este poema, que quase o postava incompleto. Levei quase dois dias para fazer a última estrofe, pois tenho tanto a dizer...

12 junho, 2010

Uma Carta e Uma Rosa


Em cima da escrivaninha, uma carta e uma rosa
Enquanto últimos raios do sol da tarde entravam pela janela,
Sua cabeça estava baixa entre os braços
E podia-se ouvir o som baixo do rádio que tocava algo ao fundo

A noite logo chegaria, e aquele dia finalmente teria fim
Passara-o quase todo escrevendo aquela carta,
E colhendo a melhor rosa do jardim
Mas ambos jamais seriam entregues ao seu destino

E por que havia de ser assim? Perguntava-se debruçado entre os braços
As coisas eram sempre daquela forma, enquanto
A saudade apertava-lhe o peito e a solidão o encurralava
E ele terminaria mais uma vez da mesma forma
Triste.

Abaixou o capuz do casaco e levantou a cabeça
Não sei o que estou fazendo, pensou
Pegou a carta e a rosa e saiu
Aquele não poderia ser um dia qualquer,
Não, não seria,

Pelo menos hoje, farei diferente.

(Gabriel B. Rodrigues)
__________________________________________________________

Dia dos namorados... pensei em tantas coisas para escrever, e na verdade escrevi diversas coisas. Mas resolvi por fim, postar uma espécie de pequeno conto em forma de poesia (não sei nem se isso existe).