30 dezembro, 2009

Um Novo Roteiro


Olhei pela janela
E vi lá fora minha vida passar
Assustei-me com o que vi
Pois lá fora, em minha vida
Eu não estava lá

Corri para debaixo das cobertas
Aturdido com o que vira
Como o personagem de uma história
Não estaria nela mesma?

Dei-me conta que tudo era uma grande invenção
Da qual sou o grande artífice
E se tenho todo o destino a minha frente para moldar
Por que perder tempo
À janela olhar?

Então abri a porta e decidi sair
Peguei minha algibeira e deixei o saco de ilusões
E daí sem rumo e sem prumo
Desci a estrada para refazer o roteiro

__________________________________________________
Um poema em versos livres como a muito não fazia. Enfim de férias, tempo de refazer roteiros, ter devaneios e postar mais assiduamente! (risos)

11 outubro, 2009

Tentei Enganar a Solidão


Achei que fosse fácil enganar a solidão
Ocupei todo o meu tempo
Em vias de pensamento
Com esta mera ilusão

Mas eu ser humano canso e logo paro
E ela, matreira logo pede,
“Ei companheiro, me dá um trago.”
_________________________________________________
Agradeço as palavras daqueles que costumam vir aqui, e peço
perdão aos mesmos pela tamanha demora em postar. Mas ando
tão ocupado que as vezes acho que meu lado poeta está me deixando.
Tanto acontecendo, e tão pouco dito, uma verdadeira antíntese.

06 agosto, 2009

Pensei Em Me Perder


Andei pensando, que ultimamente eu sei exatamente de onde estou saindo e para onde vou. Sei a hora que saio e a hora que irei chegar e quando vou estar de volta, então pensei em me perder.
_____________________________________________________

Gostaria de me perder na brisa
Então não teria nem vinda nem ida
Só a passar pela vida

Deveria me perder no nada
Pois lá sobraria vaga
Para minha mente larga
Encher-se entediada

Quem sabe me perderia no tempo
Então não teria o desalento
De irritar-me por um momento
Com apenas um contra-tempo

E se me perde-se no infinito?
Lá tudo já teria sido dito
E assim tudo tão irrestrito
Logo me deixaria aflito

Perder-me-ia então em outro lugar
Daí talvez estivesse cá ou lá
Viveria a procurar
Onde estar,

ou,

Como terminar.

03 agosto, 2009


Deita, relembra.

Fecha os olhos, vê.

Foge, encontra.

Nega, sabendo.

Está longe, mas tão perto.

Estranha, sendo cabal.

(...)

Sua única certeza.

Amando.

30 julho, 2009

Minha Razão


Texto bastante introspectivo que eu havia escrito à uns 3 meses atrás, mas por falta de tempo ou por ser algo bem diferente e pessoal não havia postado antes. Para não perder o hábito, e como novamente já vinha devendo atualizações aí está.
________________________________________________________

Queria saber o porquê. Por que?
Perguntas sem resposta. Tempo. Indecisão por nada, a falta.
O que fazer? Não fazer.
Por que do vazio quando se tem tudo?
Ainda falta. Palavra, não. Falta silêncio, conjunto.
Reflexão em demasia, utopia. Desejo.
Mais fazer que pensar? Ou mais pensar que fazer? Saber.

Por que criar expectativas? Frustrações.
Mas será impassível, então? O que será?
Como esperar o devido? Como mensurar? Aceitar.
Sem maniqueísmo. Não há dois lados. Existem oito.
E sempre um nono.

Mudar? E por que permanecer?
Mas para que? Em que direção? Complexo.
Como mudar? Um novo eu? Personalidade. Essência.

A coisa nas formas. As formas das coisas. Diferentes.
Outros planos. Indefinido.

Alelo.

17 maio, 2009

Sigo Te Amando

Bom, primeiramente gostaria de pedir desculpas as pessoas acompanham o blog, e me deixam realmente agradecido com seus comentários. Pedi perdão pela demora em voltar a postar, mas a faculdade tem consumido todo o meu tempo, inclusive aos fins de semana, e por enquanto tem sido bastante difícil escrever algo que não seja científico. Tentarei ser um pouco mais assíduo, afinal as palavras estão em meu dia-a-dia e não posso fugir delas.

Mas hoje é um dia especial. E houvesse o que houver eu arrumaria tempo para este dia. Minha querida irmã, que hoje faz aniversário e eu não posso está ao seu lado para dar-lhe um forte abraço, faço então por meio desta uma merecida homenagem.
____________________________________



É difícil mensurar com palavras
O que se sente no coração
É difícil dizer como me fazes falta
Com esta simples canção

Lembro sempre da pequena notável
Que ao meu lado vi crescer
E de como era formidável
Aquele tempo que só nos importava viver

Devo-te meus cuidados
Inclusive meu próprio nome
Como agradecer tamanho afago
Mesmo estando tão longe?

Em cada cantinho umalembrança
E da lembrança a saudade
Da saudade a esperança
De que estejas feliz de verdade

Minha canção já está no fim
E a cortina vai fechando
Mas o último verso diz assim:

"Esteja onde estiver, sigo te amando."

17 março, 2009

No Espelho

A face do outro lado do espelho lhe encarava, o que será que ela vê? Tentou um movimento brusco como se pudesse enganá-la, como um garoto ao descobrir-se alto a ponto de poder então brincar no espelho. Mas aqueles olhos sobre os seus eram por demais severos, e não pestanejavam um segundo se quer.

Silêncio. Apenas o pequeno barulho constante de uma lâmpada na sala, que chegava quase imperceptível ao banheiro. Já havia pensado em trocá-la, afinal não duraria muito, mas não estava pensando nisso agora, nem lembrava de sua existência no momento. Encarava-se apenas no espelho.

Não preciso de um psicólogo, que idéia idiota, tenho a mim mesmo. Mas o cenho do outro lado o intrigava. Aquelas olheiras e o semblante austero de alguém tão atarefado e cheio de obrigações, que olhava-se fixamente as 2 e meia da madrugada no espelho do banheiro, faziam com que ficasse imóvel.

É, acho que no final das contas esse sou eu... e o pensamento ficou solto no ar. Sentiu-se vazio. E os olhos outrora fixos e rigorosos, agora estavam vermelhos e pareciam por si só gritarem. Abaixou a cabeça entre os braços estendidos na pia. A conclusão a qual havia chegado, parecia ter-lhe dado um bofete.

- Você vem hoje, ou vai ficar aí a noite toda? Não me pagam pra esperar, eu tenho pressa. – protelou uma voz feminina, vinda do quarto.

E então acordou de si.

- Já vou, já vou... – respondeu, apagando a luz.

16 março, 2009

Selos

Selo do manifesto Jovens que pensam, cedido gentilmente pelo blog A Casa do Besouro (http://casadobesouro.blogspot.com/), o qual tenho grande admiração.

Sendo breve este selo se trata de um manifesto de estímulo e incentivo aos jovens em especial brasileiros, para que não caiam no marasmo e massificação. É uma homenagem a todos aqueles que possuem uma opinião própria e não são apenas um corpo vazio.

Eis as regras:
1ºExiba a imagem do Manifesto e explique do que se trata
2º Poste o link do blog que te indicou
3º Indique 10 blogs de sua preferência para fazer parte dos 'Jovens que Pensam'
4ºAvise seus indicados
5 ºPublique as regras
6ºConfira se os blogs indicados repassaram a imagem e as regras!
Blogs de jovens que pensam:




Mais um selo indicado pelo blog A Casa do Besouro (http://casadobesouro.blogspot.com/). É com grande satisfação que deixo meu muito obrigado, pois não há nada mais prazeroso em saber que somos vetores da felicidade ;)

Eis as regras:
1- Ao receber o selo, indicar 7 coisas que te fazem sorrir
2- Indicar 7 blogs que te fazem sorrir ao selo
3- Avisar aos blogs

Coisas que me fazem sorrir:

1 - Me sentir amado

2 - A companhia de meus amigos

3 - Ler

4 - Comer um bom prato de lasanha (ou camarão)

5 - Tocar violão

6 - Ouvir uma boa música

7 - Receber uma mensagem inesperada

Os indicados:

http://adotinthesky.blogspot.com/
http://guriasantos.blogspot.com/
http://a-rascunharia.blogspot.com/
http://grooeland.blogspot.com/
http://lumine-et-obscuritate.blogspot.com/

08 março, 2009

Assim São Os Anjos

Homenagem à todas as mulheres, em seu dia internacional. Este é apenas um dia simbólico, pois de vocês, são todos os dias, que nos conquistam com seu jeito simples de ser.
_______________________________________________________

Olhos voltados para o horizonte
Mãos frias e tensas
Corpo trêmulo, coração apertado
Palpitando a cada instante

Recostada à janela ela sonha
E suspira.
Ela como ninguém sabe sonhar
Sonhar com um amor terno

Sua fragilidade se traduz em gestos inocentes
De suas mãos tão delicadas
A fazer desenhos no ar
Como se fosse uma grande artesã da vida

Mais uma vez ela se entrega
Rende-se a seus anseios
De sentimentos secretos e só seus
E então surgem suas asas e ela levanta vôo aos céus

Pois assim são os anjos
De cabelos longos e jeito de menina
Disfarçados entre nós


Na forma de mulher.

28 fevereiro, 2009

Um Pouco de Mim

“...quase ninguém me conhece de verdade. Pois, por de trás desse rosto calmo e complacente há um eu inquieto e cheio de dúvidas.

Fico confuso e aturdido quando penso nela e meu ânimo desfalece ao lembrar também que o tempo não volta.


Não falo dos meus problemas, e o odeio a rotina.
Não acho o mundo normal, busco sempre o novo e o inesperado, e surpreendo-me fácil com as coisas.

Tento aprender com meus erros, mas com alguns eu nunca aprenderei e sei que continuarei errando.
Talvez seja imprevisível, mas tenho a resposta para meus atos.

Não temo a morte, temo a solidão em vida...”

16 fevereiro, 2009

Selos

1º Selo - Olha Que Blog Maneiro

O primeiro selo agente nunca esquece, não é? E é com muita satisfação e apreço que agradeço a Amanda do blog http://adotinthesky.blogspot.com/ e a Mi do blog http://a-rascunharia.blogspot.com que me indicaram com este selo ao mesmo tempo, obrigado ;)



Bom, eis as regras:
1. Exiba a imagem do selo “Olha Que Blog Maneiro” que você acabou de ganhar
2. Poste o link do blog que te indicou.
3. Indique 10 blogs de sua preferência.
4. Avise seus indicados.
5. Publique as regras.
6. Confira se os blogs indicados repassaram o selo e as regras.
7. Envie sua foto ou de um(a) amigo(a) para olhaquemaneiro@gmail.com juntamente com os 10 links dos blogs indicados para verificação.

Os Indicados:

http://versosecos.blogspot.com/
http://poemasepoesias-blog.blogspot.com/
http://guriasantos.blogspot.com/
http://reavaliando.blogspot.com/
http://semente-terra.blogspot.com/
http://amaniadeescrever.blogspot.com/
http://www.palavrogramas.blogspot.com/
http://lumine-et-obscuritate.blogspot.com/
http://notazero.com.br/
http://cesartpublications.blogspot.com/



2º Selo - Yeah Blog Is Fabolous!


Se um já é bom, imagina quando se recebe o segundo selo logo em seguida? Sinto-me lijongeado, senhora Adriana do blog http://guriasantos.blogspot.com/. Obrigado pelo selo =]

Bom, tenho que postar 5 manias ou obcessões (essas são as regras) e indicar 5 blogs (coisa que farei em breve e em particular, tendo em vista os 10 que já adicionei acima.)

Manias e obcessões:

1. Sou louco por música. Me tornei eclético, não consigo me prender mais à um estilo, mas estou SEMPRE ouvindo algo.

2. Mania de escrever o que penso e sinto (eis aqui o blog huhuhu).

3. Tenho vício de pc + internet, fazer o que neh? Pra falar a verdade, meu pc nunca desliga a alguns anos que vive sempre ligado heheheh

4. Mania de perfecionismo. Não adianta, sou perfeccionista, e isso as vezes acaba incomodando um pouco hehehheh.

5. E por fim, sou viciado em medievalismo (filmes, livros, contos e etc).

Bom, acho que é isso ;)

11 fevereiro, 2009

A Pequenina

Na minha última semana de férias resolvi fazer algo diferente. Fui visitar minha irmã, fora do estado. Ela que a algum tempo nos deixou, para seguir o rumo de sua vida, vinha me cobrando uma visita e decidi além da visita lhe deixar uma pequena homenagem aqui no blog. Alguém que tanto amo ;)
__________________________________________________


Recordo-me de uma menininha sorridente que subia em árvores
E se apaixonava pelos atores da televisão
Que escrevia em seu diário, segredos inconfessáveis
E brigava todas as noites com o irmão

O coração de saudade desatina
Esteja onde estiver
Guardo a lembrança da pequenina
Que agora virou mulher

A mulher que partiu para longe
Atrás de seus sonhos ela seguiu seu caminho
Mas não importa onde

Guardo-te sempre no peito com carinho

04 fevereiro, 2009

Dez Para as Quinze

A jogatina havia entrado pela madrugada
E ele acordara no sofá sem saber o resultado
Garrafas de uísque, amendoins e cartas espalhadas
Queria apenas saber, como ali havia chegado

Toda aquela bagunça de uma noite de diversão
Sua cabeça doía enquanto os deveres lhe chamavam
Era apenas mais uma tarde de segunda sem canção
E logo-logo as coisas voltariam como estavam

Por que bons momentos não duram para sempre?
Aquela ressaca não parecia querer dar uma resposta
Mas pensou que se talvez os guardasse na mente
Permaneceriam eternos em sua memória

Não, não. Era tudo culpa do dia seguinte
Que acabava com os uísques e as mesas de canastra
Com os amigos e a namorada

Só para dizer “ei amigo acorda, já são dez para as quinze!”

______________________________________________
Textinho que andava se desenhando em minha cabeça ultimante e
então resolvi finalmente tentar escrevê-lo, e aí está. Espero que gostem.

02 fevereiro, 2009

Relembrança

Ano novo, vida nova e blog novo (risos). A muito estava querendo dar uma cara nova ao blog, algo mais parecido comigo e mais ao estilo do que costumo escrever, e finalmente depois de quase três anos (nossa, já faz isso tudo?), finalmente aí está.

Estava imaginando o que escrever para reinauguração e muitas coisas me vieram à mente, porém como vieram de forma confusa e desordenada estava sendo difícil por em forma de texto. Optei pelo simples, e escrevi uns versinhos de relembrança.
___________________________________________________________


Deito-me e logo escuto teus sussurros em meu ouvido
Dizendo-me aquelas palavras que eu queria ouvir
E então fico confuso e aturdido
Pois bem sei que ao fechar os olhos estarás a sorrir

Às vezes me pergunto por que voltas
Todas as noites em meus sonhos e pensamentos
Por que não bates em outras portas
E me dar um certo alento

Talvez, no fim sou eu quem não consiga te deixar
E finjo que não me importo com mais nada
Com memórias impossíveis de apagar

Relembro-te em noites inconfessadas

14 janeiro, 2009

Sentimento Bom

Tenho um sentimento que não sei descrever
Ah, mas que coisa a minha
E pra quê?

Mas este é diferente
É um pressentimento bom
De que a vida se em frente
E vou ditando o tom

Por entre altos e baixos
Encontrei um meio-termo
De viver sem encalços
E sem aperreio

Basta sorrir e se entregar
Se a vida é tão breve e passageira
Então deixe rolar
Seja feliz a sua maneira

Sem se preocupar

_______________________________________________________
Assim que eu me sinto, em paz e realizado. Nada como colher os frutos
após uma longa e dura jornada, e no final de tudo se ter a paz.