11 outubro, 2009

Tentei Enganar a Solidão


Achei que fosse fácil enganar a solidão
Ocupei todo o meu tempo
Em vias de pensamento
Com esta mera ilusão

Mas eu ser humano canso e logo paro
E ela, matreira logo pede,
“Ei companheiro, me dá um trago.”
_________________________________________________
Agradeço as palavras daqueles que costumam vir aqui, e peço
perdão aos mesmos pela tamanha demora em postar. Mas ando
tão ocupado que as vezes acho que meu lado poeta está me deixando.
Tanto acontecendo, e tão pouco dito, uma verdadeira antíntese.

8 comentários:

Nando! disse...

Tava sentindo falta já de seus textos...ehehehehe

E quanto ao poema,concordo com vc em que é ilusão enganar a solidão!^^

Dri Viaro disse...

Oi, passei pra conhecer o blog, e desejar bom dia
bjss

aguardo sua visita :)

Canto do Lufa disse...

linda poesia!

Mesmo ocupando o tempo a solidão arrumou um tempo para te afetar

Bruno L. Barros disse...

muito massa. escreve muito bem. Vou passar aqui mais vezes, hehe

Leandro disse...

o melhorjeito de enganar a solidao é casando, rs

abraços.


Um pequeno mundo - (Novo site de tirinhas)
Job, Lob e sua turma espera sua visita!
http://tirinhaspequenomundo.blogspot.com/
Twitter: @umpequenomundo
abraços!

Sabrina disse...

Adorei seu jeito de escrever, esculpir, suas idéias e sentimentos… Lindo seu blog. Muito inteligente. Do jeito que você escreve e descreve sobre o tema, parece fácil o planejamento rsrsrsrs...achei uma das melhores e mais poéticas visões sobre a solidão que eu já li. ... Bjs e parabéns pelo seu blog.

Pobre esponja disse...

Legal esse trago do fim... serve para cigarro e bebida.
Mas enganar a solidão é impossível... o melhor é ser honesto e tentar por vvias retas manter distância dela.

abç
Pobre Esponja

frô disse...

Comigo ela nao é assim, doce, camarada, não... é grossa... tvz pq eu insista em bater a porta na cara dela, mesmo estando só... quando ela se revolta, já chega detonando tudo que há pela frente.. revoltada, como um tufão...