22 fevereiro, 2010

Os Ventos


Quero me desculpar com todos aqueles que apreciam meu trabalho e depositam suas críticas e elogios nele. Peço desculpas pelo atrazo nas postagem, porém algo do qual jamais esquecerei me aconteu à alguns dias, e ainda estou me recuperando aos poucos. E desde então não havia tido coragem nem para escrever, não tinha cabeça. No entanto aqui estou novamente, tentando seguir com minha vida, postando algo completamente diferente do usual, um poema intimista, diferente do que estou acostumado. Um pouco complexo para mim. Bom é isso, e ele retrata tudo o que tenho a dizer. Por hora.
___________________________________________________________

O vento dos dias sopra e leva com ele tudo o que nos resta
Desejos, inspirações, lampejos
Sobra apenas a memória e a saudade
Sobra apenas o que ele não pode levar ainda,
Nós mesmos.

E aí o trem saí dos trilhos e a linha do carretel
Você nada contra a corrente, sobe a ladeira
Procurando de alguma forma se agarrar a algo
Algo que te faça permanecer firme,
Algo que não te deixe voar,
Não ainda.

E aí então, lá no fundo do lago você finalmente vê
A verdade brilhar como um anel de ouro
Que a muito você o atirou e escondeu ali
Para se esquecer dela, ou simplesmente,
Por não se importar.

E você se olha no espelho nos olhos
E lá está ela, sua verdade,
Que lhe é tão cara, tão sua,
Tão crua.

E no fim, esse olhar vazio no horizonte,
A olhar mais para dentro de si.
Difícil aceitar esses novos ventos,
Difícil procurar onde se segurar,
Difícil se acostumar com a perda e as memórias,

Difícil viver com sua verdade: ser você de agora em diante.

42 comentários:

Yuri [VerbALL] disse...

Lindo texto *-*
De verdade.

Lunaticools disse...

Estamos sempre fugindo de nós. Como em um belo conto de Oscar Wilde, cujo enredo apresenta um anão, um tanto quanto bizarro, que não sabendo de sua feiúra era feliz, e morreu de desgosto ao encontrar um espelho - algo que desconhecia até então.

abç

Macaco Pipi disse...

esse vento nos leva ao destino

Gabriel disse...

Obrigado Macaco Pipi, provavelmente você não deve ter lido.

Volte quando quiser.

Lina disse...

coisas inesperadas acontecem e nem sempre são do nosso gosto ou atendem nossa expextativa.
O bom é que com elas se aprende algo - mesmo que seja reconhecer o quão idiotas fomos em determinadas situações - e se soubermos aproveitá-las, pelo menos sairá um bom texto, memo que seja sobre dor.

O txt está ótimo. Pena que foi escrito sob circunstâncias não legais...

Abraço e sorte!
gritosquenaodei.blogspot.com

Lina disse...

PS: independente dos fatos - conhecer e ser quem se é é o maior prazer que há nessa vida.

Barbara Galvão disse...

Oi Gabriel, quanto tempo!
é, eu também ando sumida dos blogs que sigo... mais to me organizando e estarei sempre visitando todos :D
ahh, que bom que gostou!

Beijos e ótima semana!

baobah disse...

Muito bom o poema, no fundo eu já senti tudo isso que você descreveu. O importante agora é dar a volta por cima e voltar a ser você, mesmo que você já tenha mudado algo.

Parabéns pelo blog, gostei muito.

Beijos
http://minidesastres.blogspot.com/

Anônimo disse...

Biel,
meus olhos se enchem de lágrimas (não que isso seja difícil de acontecer, mas...) ao ler estas linhas, estas palavras, estes sentimentos tão bem expostos, de forma nua e crua, como o momento que estás vivendo.
A cada dia te admiro e te amo mais e mais!
PARABÉNS!
Sua pequena notável

Jean Carlo disse...

mesmo ele naum podendo nos levar, ele pod sempre nos trazer algo

enfrentar a verdade de frente é algo q todos temem
gostei muito do poema voltarei sempre q puder ^^

Raquel S. Ramos disse...

é diferente do usual? Olha mesmo assim ficou lindo, lindo mesmo.

Vinícius Paulo disse...

Muito bonito mesmo... Deu para sentir que vc não está em seus melhroes dias, mas o poema que saiu foi lindo. Parabéns!

cacaubertrand disse...

Caro amigo,

O melhor de nós é a capacidade que temos de superar problemas, dores, e seguir. Afinal, temos que fazer isso, não?
Que esse momento passe e você tire dele os melhores ensinamentos.

Fique bem. Abs =)

Leandro disse...

parabens pelo texto parceiro :D

-

Um pequeno mundo - (Novo site de tirinhas)
Job, Lob e sua turma espera sua visita!
www.umpequenomundo.com/

Irla Silveira disse...

Gabriel como sempre seus textos me chamam a atenção,
me deixam com os olhos cheios de água.
Estar de Parabéns
Um beijo!

Rogerio disse...

belas palavras,,,,o vento se transforma em ventania e leva nossa alma para ceu...

Joyce Kelly disse...

Que forma incrível de se expressar!
Não sei como você está se sentindo e pelo que você está passando, porém quero te desejar forças para continuar e mostrar o seu talento, porque isso, você demonstra ter!
Parabéns e felicidades.
Abraço!

http://emsimplespalavras.blogspot.com/

ibere disse...

Espero que nada de mais grave tenha acontecido, realmente coisas dificeis as vezes acontecem na nossa vida... mas ai esta a arte para dar um sentido maior, e bacana quando voce pode fazer isso, atraves da poesia no seu caso. eu acabei de ler um belo livro chamado " a elegancia do ouriço" que trata da vida, num romance filosofico, leve e bem humorado, sem perder a essencia . como conclusao percebe-se que a vida faz sentido nos momentos de apreciar a arte, que supsendem o correr dela e nos fazem alegres ...bem aproveitemos esses belos momentos.
ibere

BLOGUEIRO EXECUTIVO disse...

LINDO DEMAIS ESTA SUA INSPIRAÇÃO, AMEI E ADMIREI CATEGORICAMENTE SEUS VERSOS... A POESIA E EU AGRADECEMOS VOCÊ ALIMENTAR A PAIXÃO PELA PALAVRA CERTA...

http://clubedasmusaslivre.blogspot.com/

Robinho Bravo disse...

Identidade sempre é algo que deve se sobre-sair em relação aos problemas.

muito bom!

quando tiver tempo, dá uma olhada no meu blog:

http://bemdesocupado.blogspot.com/
"Pensamentos soltos, casos engraçados e pediatria em geral."

luiz scalercio disse...

bellissimo texto
gostei muito.

Leandro Mendes disse...

Muito bom esse tipo de texto
comove as pessoas que estão lendo.

Edu Ribeiro disse...

Belo poema! Congratulations!!!!

Vanda disse...

Oi Gabriel, é minha primeira vez em seu blog!
Parabéns, os textos são bem escritos, e pelo que li vc ficou um tempo sem postar....Volte com tudo, eu voltarei mais vezes tá?
Sigo teu blog para acompanhar de perto as atualizações, um abraço!

Vanda disse...

Obrigada, que jóia que gostou rs!
Fui eu mesma quem criei o layout.
É uma honra receber o elogio, o layout do seu blog também é show!! Adorei!

Ismael Assunção Costa disse...

Parabéns pelo texto!

Katia Meireles disse...

É, Gabriel... Espero que essa decepção passe logo e que você possa tirar algum proveito dela. Como dizem (e sabemos): há males que vêm para o bem...

Força aí, o que quer que tenha acontecido...

Glen Pace disse...

Infelizmente, por mais que tentemos, não conseguimos controlar os acontecimentos da vida. A vida é mais como o mar, bem imprevisível. Talvez por isso nem seja necessário afirmar-se "agora em diante".
É um texto bem reflexivo. (:

Paula Alencar. disse...

Um dia, você acaba se encontrando, você vê aquele ser do espelho transpassar a superfície vítrea e ir ao seu encontro, lhe lembrando dos seus medos, de suas verdades (ou mentiras), de como você é. Resta saber se você ainda se ignorará ou aceitará como é.

Rodrigo Neves disse...

texto maravilhoso :D
Perfeeito!

Francorebel disse...

Adorei de verdade.... bem delicado... valeu!!!

Cássio disse...

Finalmente, estamos a mercê do acaso ou do destino?
São poucos os poemas que eu gosto e esse realmente está dentre eles!
Já vou seguir e depois volto para ler mais posts!
e querendo visitar o meu blog, fique à vontade!
http://sprechstdu.blogspot.com/
abraços

Thárcia Karine disse...

Vc usou as palavras corretas da maneira correta p expressar td isso q eu imagino q vc esteja sentindo...Realmente esse texto tá mt bom.Confesso que me surpreendi bastante.

;**

fabis disse...

muito bonito este texto parabens


http://afffveioo.blogspot.com/

S.Santiago disse...

muito bom texto, vou ate seguir o blog
abraços

Pedro disse...

Lindo o texto..
Gostei muito dos sentimentos!!

Renan Ogawa disse...

A verdade que é que buscamos a felicidade e fugimos das nossas verdades, do que realmente somos. E é impossível conseguir realizar essas duas coisas ao mesmo tempo.
Meu blog tem textos reflexivos, visite: http://renance.blogspot.com

Arcanjo disse...

O vento é cruel... Aliado ao tempo, ele varre a tudo e a todos. Porém, ventos também podem ser favoráveis. Ventos se elevam, declinam, são incertos...

Tenha uma boa tarde!

Lina disse...

SUMISTES...

gritosquenaodei.blogspot.com

Bruno Costa disse...

Não sei o que é, mas espero que tudo se acalme. A vida é mesmo assim, nos demonstrando nos detalhes que nós não temos o controle dela. E o vento leva...

Liuri Loami disse...

Sim, as vezes somos levados para lugares ou situações, mesmo no fundo de nós. Tentamos nos agarrar em alguma coisa para fugir daquilo, mas não é possível. Nos deparamos com aquilo, e a unica coisa que nos resta, é enfrentá-lo.

Number PI

Carlinha Flor disse...

Lindoo texto! Esta de parabens, não so esse, todos eles estao lindos!
Adorei aquii..
Gostaria de te fazer uma proposta, eu procuro publicar em meu blog, poemas desconhecidos, se voce me autorizar, posso te ajudar a divulga-los la.
Parabens
Ps: Seguindo

Beijinhos