23 março, 2010

Farsa

Querida, façamos um trato
Trairás comigo um amor proibido e carnal

Seremos amantes que não tem outro alguém
Trairemos quem não existe
Seremos subversivos de uma farsa

Pelo simples prazer do erro consciente
Pela excitação de tudo aquilo que é proibido
Movidos apenas pela libido

E então sairemos pela noite
Beberemos de um vinho barato
E por entre vielas e ruas estreitas
Embriagados por um furor crescente
Nos perderemos em nós mesmos

Seremos confidentes, farsantes
De uma mentira perfeita

E então querida, trairás uma farsa comigo?

_________________________________________________________

Ando ocupadíssimo, as aulas na faculdade voltaram a mil por hora e os ânimos também. Novos ânimos, novos desejos, novos textos. Quero agradecer aos comentários sobre o blog, ouvi muita coisa ultimamente e gostaria de agradecer a todos que gastam um pouquinho do seu tempo dando uma passada por aqui de vez em quando e fazendo críticas. Então pergunto-lhes, por que não viver uma farsa, afinal?

20 comentários:

Naty Araújo disse...

Se for essa farsa que você disse no poema... eu topo rsrsrs.

Gabriel, seu blog está ficando cada dia mais encantador.
Faz uns 3 dias que estou te seguindo, mas já li alguns textos e estou curtindo bastante.

Abraços

Mandy disse...

adoreii Gabriel! *-* e sabe do que mais? eu quero viver uma farsa! \o/

parabéns... muito bom!

Angela Boegershausen disse...

Nada mal viver uma farsa dessas...

;)

As fantasias que fazem um relacionamento durar!!

Leonardo Ribeiro disse...

Cara muito massa
Parabéns

Dan disse...

achei este blog muito foda.
estou seguindo!
muito foda, continue assim!

Daniel Silva disse...

não é o tipo de blogs que eu gosto, mas está bem escrito. parabéns

:) disse...

Mais só se for agora ô/
bora?
hehe'

nhá mon chéri que belo texto;
fascinante *--*

nhá.
amei teu blog.
^^ seguindoo.

Jessica Pagliai disse...

Lindooo, adorei!!!

Beijinhos

---
www.jehjeh.com

Betty Gaeta disse...

Um dos blogs mais bonitos que vi até agora. O poema está lindo...

Rogerio disse...

belas palavras...muito bem feito o poema..eu acho que todos vivemos com uma pouco de falsidade nas novas vidas...

Lua * disse...

Que poema encantador. Que blog lindo. Adorei guri.

Tatiana disse...

Nossa, adorei o poema..
nós e essa mania de achar que o proibido sempre tem mais sabor.
Não costumo gostar de blogs de poemas, geralmente o tesxto, a forma e o conteudo não me agradam, mas tenho q tirar o chapéu pro seu.
muito bom

30 e poucos anos. disse...

Viver uma fantasia é uma coisa...viver uma farsa é bem diferente....mas o texto ficou muito bom

Ana Catarina disse...

Faculdade toma muito tempo mesmo! Mas tbm é bastante importante na nossa vida!

Beeijos ;**

Rogerio disse...

beberemos um vinho barato...são coisas simples da vida...que nunca esquecemos....a vida e para ser vivida na simplicidade...

Joyce Kelly disse...

"Pela excitação de tudo aquilo que é proibido"
Parece que correr riscos, aventurar-se, torna tudo melhor e perfeito.
E realmente o torna.
Como sempre... Muito bom o seu post!
Abraço.

Fábio Flora disse...

O uso da segunda pessoa traz um sabor meio cafona ao poema. Abraços e sucesso com o blog!

Lina disse...

nossa...

vc descreveu minha noite de 19/03...

Lunaticools disse...

O casamento nada mais que uma farsa. Mas isso não é uma crítica negativa, é tudo que ele pode ser. É uma espécie de contrato imaginário.
Até por isso gostei da temática desta poesia.

abç
Renato

musicpris disse...

muito bom, na verdade exelente!...se a paixão e o desejo são uma farça, vamos a ela.