20 dezembro, 2008

Diz-se que quem muito pensa, pouco faz,
no entanto, quem muito faz, pouco não pensa?
E se muito faz, sem pensar, logo...
...é um romântico!


Interessante esses joguinhos de lógica, não?

2 comentários:

Ariane Rodrigues disse...

Olá Gabriel! Obrigada pela visita no blog! Seja bem-vindo! Te respondi lá também!

Adorei este jogo de lógica e de palavra!!!

Abraço!

Francisco Jamess disse...

bem interessante.

tenho esse velho hábito que aflige os filósofos, que é pensar demais.
e quando me pego apaixonado, muito faço, "pensando que estou pensando", mas as ações são sempre menos racionais e fico feliz, como o romântico de 13 anos que já fui.

quase nunca crio expectativas, mas isso é meio inevitável quando gostamos de alguém.


Abraço.